Dicas úteis de como detectar vazamentos em sua casa.

Dicas úteis de como detectar vazamentos em sua casa

A tarifa da sua conta de água aumentou? Fique atento, talvez seja um vazamento.

Dicas de como detectar vazamentos

1 – Teste da caixa de água

Esse teste é para identificar se não há nenhum vazamento na canalização que sai da sua caixa de água, é simples e não vai exigir mais do que 1h do seu tempo.

  • Feche todas as torneiras
  • Não utilize os sanitários
  • Lembre-se de fechar bem a torneira de boia da caixa para não entrar água na caixa
  • Marque na caixa o nível em que a água estiver
  • Após 1h, verifique se o nível da água abaixou
  • Caso o nível da água estiver baixo, no período de 1h, é sinal de vazamento na canalização.

2 – Teste da torneira

É bastante comum a tornar perder a sua capacidade de vedar a passagem da água depois de determinado tempo de uso por desgaste ou acúmulo de sujeira. Para saber se o problema vem dela, é simples: A torneira continua pingando depois de estar fechada? Se sim, esta é a clássica torneira “pinga-pinga”, ou seja, depois de fechada, ela continua pingando.

3 – Teste do copo de água

  • Feche o registro da rua
  • Abra uma torneira ligada diretamente da água que vem da rua para que toda a água do cano possa sair.
  • Depois que toda a água sair, pegue um copo e coloque na boca da torneira.

Em muitos casos, os vazamentos são invisíveis, simplesmente porque não se afloram à superfície. Mas hoje em dia, com o avanço da tecnologia, muitos equipamentos são específicos e apropriados  para que sejam ainda mais fácil de serem detectados.

Desperdício

Empresas especializadas salientam que até mesmo os pequenos vazamentos são os verdadeiros vilões do aumenta da conta de água, podendo causar até perdas físicas. Ao realizar reparos e manutenções em válvulas, torneiras, boias e registros, a economia de água pode chegar até 30%.

Caçando vazamentos

Especialistas recomendam que realizar pequenas técnicas podem ser de grande auxílio no momento de busca de possíveis vazamentos.

Como:

1 – Fechar todas as torneiras, de modo que interrompa a descarga e todos os outros aparelhos que utilizam água em seu funcionamento.

2- Leia o hidrômetro (relógio) – Sem fechar os registros, escreva o número que aparecer no marcador do visor, espere 1h e refaça a leitura.

3 – Se o ponteiro andar e o número for alterado, é sinal de que há vazamento.

4 – Nos canos alimentados por caixas de água, marque o seu nível e verifique depois de alguns instantes se houver mudanças. Caso o nível baixe, é sinal de que há vazamentos nas tubulações ou nos sanitários.

5 – Nos vasos sanitários (que possuam caixa acoplada), tire a tampa e pingue algumas gotas de corante. Em seguida, observe se o vaso ficou colorido.

6 – Teste acústico: Dê pequenas batidas (com a mão fechada na extensão do encanamento que percorre a parede. Fique atento aos sons que parecerem estranhos e/ou diferentes. Geralmente, vazamentos desse tipo costumam deixar evidentes sinais em paredes, como bolhas e manchas na pintura.

Quando o serviço de caça vazamento é recomendado?

Embora o serviço seja indicado, mesmo quando que não haja suspeita de vazamentos, é importante ficar atento aos mais simples sinais, como:

• Mofo nas paredes

• Problemas ou manchas nos revestimentos

• Bolhas nas pinturas

• Aumento na conta de água

• Piso oco.

Os danos causados por vazamentos muitas vezes, se tornam incalculáveis e qualquer ação que seja tomada de forma rápida a fim de evitá-los é essencial.

O que esperar desse tipo de serviço?

  • – Profissionais capacitados e qualificados
  • – Agilidade e eficácia na localização de vazamentos
  • – Qualidade, garantia e segurança
  • – Técnicas e equipamentos específicos, de alta qualidade (como geofone)
  • – Economia e rapidez

Leves batidas nas paredes podem ajudar a identificar vazamentos

  • Fique atento para os indícios invisíveis, como manchas de infiltração, mofos, poças de água se formando em algum local da sua casa.
  • Mudança da coloração do revestimento ou desprendimento de azulejos/pintura também podem ser sinais de vazamentos.
  • Algumas vezes, o problema vem dos canos. Nesses casos, é preciso realizar alguns testes simples.

Conhecidas como “ameaças invisíveis” e que podem causar grandes danos sem que ninguém perceba, como mofos, umidade, descolamento de azulejos e da pintura e o comprometimento das paredes.

O teste é bem simples:

  • Bata em toda a extensão do encanamento para verificar se o som é diferente em alguma parte.
  • Um ruído anormal indica a possibilidade de um vazamento.
  • Para saber se existem problemas na válvula ou na caixa de descarga, jogue borra de café no vaso sanitário. Se ela não ficar depositada no fundo, significa que existe vazamento no sistema.

Se perceber que o problema é ainda mais grave e requer atenção devida, não deixe de contratar uma empresa de confiança.

Continuar lendoDicas úteis de como detectar vazamentos em sua casa.

Infiltrações – Como Evitá-las

Infiltrações – Como surgem e como evitar

Infiltrações são com certeza, uma grande controvérsia para toda e qualquer residência, podendo causar enormes problemas significativos. É importante salientar que: evitar a propagação de umidade é muito mais simples do que combatê-la.

Danos mais comuns

A impermeabilização precisa ser feita durante a construção da estrutura. Desse modo, o material fica protegido e sua durabilidade permanecerá por muitos anos.

Entretanto, soluções mais tradicionais não se aplicam a processos definitivos e grandes edificações ainda são feitas com aplicações não adequadas (onde mesmo estando impermeabilizadas, podem estar com infiltrações).

Quando um ambiente não é impermeabilizada de maneira adequada, a mesma estará sujeita a incidências de umidade, podendo causar a formação de mofos, degradação da argamassa, problemas estéticos e doenças respiratórias.

É muito difícil a recuperação de uma parede depois da mesma estar danificada pela umidade da água.

Para garantir de fato que o imóvel seja protegido, é fundamental providenciar um projeto de impermeabilização associado ao responsável por toda a obra.

Como evitar incômodos e prejuízos causados pelas infiltrações?

1 – Faça uma inspeção nos principais focos, verifique calhas, pisos, lajes e tetos.

2 – Faça a vedação das portas e janelas (tal procedimento utiliza vários tipos de produtos específicos como a argamassa, espuma ou silicone. Informe-se com um especialista e veja qual deles se encaixa ao seu problema).

3- Realize uma manutenção, a princípio, de forma periódica. Mesmo se o seu caso tiver sido resolvido, todos os imóveis estão sujeitos à depreciação, por isso, faça uma revisão e contenha o surgimento de falhas.

4 – Impermeabilização: Ela pode ser feita em paredes, pisos, tetos e lajes, claro, se aplicadas corretamente, a fim de evitar corrosão de armaduras e infiltrações. Consultar uma empresa profissional é a maneira mais segura.

Impermeabilização e dispositivo anti-infiltração

A solução de problemas com relação a vazamentos/infiltrações, é a Impermeabilização. O processo de impermeabilizar o ambiente é que traz garantia de proteção e conforto para o morador. Sendo um dos cuidados necessários para a segurança do imóvel, propriamente dito, devendo ser levado a sério.

É uma questão de grande relevância, já que as infiltrações podem provocar o desgaste de materiais e falhas nas estruturas, muitas vezes comprometendo todo o imóvel.

No entanto, realizar uma impermeabilização é necessário ter conhecimento técnico e os produtos que serão aplicados devem seguir padrões rígidos da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Dica: O equipamento de anti-infiltração, tem como objetivo captar águas que sejam provenientes de uma possível infiltração localizado entre o piso e o sistema de impermeabilização, que conduz seus fluxos para o interior da caixa sifonada, impedindo que a infiltração passe para a parte inferior da laje ou do terreno.

É aplicado de forma integrada ao corpo da caixa sifonada, no momento da impermeabilização dos contra-pisos de banheiros, garagens, terraços, varandas e áreas de serviço.

Por que impermeabilizar?

É comprovado que o aumento da melhora da saúde, da edificação e do morador, são visíveis.

Um ambiente seco, favorável e limpo contribui integralmente para a qualidade de vida das pessoas, que acabam ficando menos propícias a desenvolver doenças patológicas.

Em um local onde não há a impermeabilização, a água infiltra facilmente, podendo danificar o concreto, reboco, pintura e pisos.

O ambiente poderá apresentar mal cheiro, manchas, descascamentos e pinturas com bolhas. Um indivíduo que habita em um lugar prejudicado, acaba adoecendo.

Doenças como bronquite, rinite, asma e até quadros mais graves como a pneumonia, são bastante comuns. Idosos e crianças são os que mais sofrem com as más condições de imóveis.

Ao contratar uma empresa de caça vazamento deve-se:

• A buscar uma empresa que atua nesse tipo de segmento, certifique-se quanto à realização de uma vistoria gratuita para avaliação de áreas que possivelmente apresentem vazamentos.

• Exija que a empresa contratada, ofereça garantias caso as infiltrações voltarem a

aparecer, ou até mesmo se o trabalho não for bem executado, causando qualquer outra divergência.

• Antes de contratar uma empresa, peça para ver o registro no CREA e o atestado de treinamento específico, como a NR 35 (Norma de segurança relacionada a trabalhos em altura).

• É fundamental que os produtos impermeabilizantes utilizados sigam as Normas Técnicas da ABNT.

Obs. Uma empresa especializada em caça vazamentos, é a mais indicada por especialistas.

Conclusão

Durante toda e qualquer construção, seja da mais simples a mais complexa, tudo depende da qualidade dos materiais utilizados durante o projeto.

Para reduzir os custos de uma obra, geralmente são usados produtos baratos de marcas desconhecidas no mercado. Nesse sentido, o ditado popular “o barato sai caro”, se torna bastante verdadeiro.

Logo surgem as infiltrações, que causam terríveis danos estruturais, danificando permanentemente todo o imóvel, deixando tijolos e concretos ainda mais fragilizados, além de comprometer o reboco.

Portanto, ao tomar uma decisão, pesquise bastante na internet e peça recomendações de vizinhos/colegas. Veja os argumentos das pessoas que já fazem uso de determinadas marcas, avaliações de lojas e suas recomendações.

A execução dos serviços com equipes qualificadas e a manutenção periódica, mantém a qualidade e a durabilidade da construção.

Ainda Não Achou seu vazamento de Água?

Chame um especialista agora mesmo!

011-3422-2030 011-952059366

Continuar lendoInfiltrações – Como Evitá-las

Dicas para consertar vazamentos de água

Dicas para consertar vazamentos de água

Vazamentos são sinônimos de verdadeiros transtornos para qualquer morador. Isso porque seus estragos podem ser imensuráveis. Para evitar o “quebra-quebra”, listamos algumas dicas rápidas que podem ser colocadas em prática logo que o problema for detectado.

1 – Identifique o local

Manchas, mofo e umidade são os principais sinais de que há vazamentos. É recomendado comprovar de fato o foco da vazão, analisando a sua existência e que esteja causando infiltrações e executar somente o procedimento adequado no local, evitando danos desnecessários.

2 – Manutenção preventiva nas tubulações

Assim como toda e qualquer instalação requer manutenções e reparos, as instalações hidráulicas também necessitam de uma subsistência periódica, pois assim garantem sua funcionalidade e conservação por muito mais tempo.

Extra: Fazer um checklist básico, de preferência mensal, é importante pois assegura que a água utilizada está realmente sendo para consumo dos moradores, somente.

3 – Empresa profissional e especializada

Contratar uma empresa que atua no mercado, possui experiência e entende bem desse segmento, é o melhor recurso a se adquirir. Eles dispõem de equipamentos específicos e técnicas necessárias para a execução do serviço, a fim de resolver o problema da maneira mais eficaz possível.

Em vista disso, eles poderão ainda orientá-lo sobre os melhores períodos para se realizar inspeções preventivas.

O que é e como funciona o serviço de caça vazamentos?

É uma atividade do ramo de reparos e instalações que possuem como fundamento investigar, localizar, reparar e restaurar a origem de vazamentos.

Por estar se tornando uma área cada vez mais procurada e em constante expansão, para que possam se tornar verdadeiras competidoras em um mercado ainda mais exigente, as empresas precisam renovar e utilizar técnicas e equipamentos com um alto teor de qualidade, se almejam encontrar o seu espaço no segmento.

Um dos princípios de uma empresa de caça vazamento, é e encontrar o local do vazamento sem que danifique pisos e/ou paredes, e, que tudo seja feito de maneira rápida e eficaz.

Como identificar um vazamento?

Vaso sanitário

1° passo – Tire toda a água do vaso sanitário e em seguida, observe se a água irá retornar ao seu nível normal

2° passo – Caso ela retorne, significa que existe um vazamento da válvula de descarga – podendo ser também na caixa acoplada.

Subsolo

1° passo – Feche as torneiras e trave a boia com uma vassoura e barbante

2° passo – Verifique se o hidrômetro está rodando. Se estiver, provavelmente há um vazamento.

Obs. Após a constatação do vazamento, faça o teste de sucção.

1° passo – Feche o registro do cavalete e pegue um copo de água

2° passo – Vá até a primeira torneira que é alimentada pelo registro do cavalete que se encontra dentro do imóvel

3° passo – Coloque o copo embaixo da torneira para verificar se a água está sendo “sugada” pela torneira, ou seja, se a água estiver voltando para a tubulação, é porque tem vazamento no subsolo.

Outros indicadores de vazamentos:

  • Poças de água em locais não-comuns
  • Conta de água com valor muito acima do normal
  • Erosão do terreno (como desabamento de terras)
  • Pinturas com manchas, bolhas e descascamentos.

O que fazer?

Introduzir e implementar um cronograma de manutenção preventiva:

  • Limpar os aeradores (a cada 6 meses)
  • Verificar ralos e sifões de vasos sanitários, pias, tanques (a cada 6 meses)
  • Verificar a válvula de descarga (a cada 5 anos)
  • Limpar o crivo do chuveiro (tampa com furos), (a casa 12 meses)
  • Inspecionar rejuntes dos pisos cerâmicos, peças sanitários e ralos (a cada 12 meses)
  • Inspecionar a drenagem de áreas externas (a cada 12 meses).

Todo o projeto hidráulico de uma residência, é uma das partes fundamentais de uma obra, pois é ele que administra o abastecimento da casa. Entretanto, é importante no momento de dimensioná-lo, dispor de materiais de boa qualidade e mão de obra qualificada, além de fazer sempre a manutenção do sistema de forma regular.

Ruídos e vazamentos

Tubos e juntas mal escolhidos, podem ser considerados os maiores causadores de vazamentos. Por exemplo, nos banheiros, uma válvula de descarga com a abertura grande demais, normalmente, ocasiona em elevadas velocidades na canalização por onde a mesma é alimentada, podendo vazar ao ser fechada rapidamente.

Para isso, basta um teste fácil: Fechar todas as saídas de água e verificar o medidor. Se o ponteiro ficar parado, é porque não há vazamentos. Se continuar girando, é porque algo está errado e é preciso chamar um profissional para analisar o sistema.

Quanto aos ruídos, eles se tornam mais frequentes em edificações devido ao uso de braçadeiras metálicas que não amortecem as vibrações que são sentidas durante o processo de escoamento dos líquidos – o que não significa um problema hidráulico.

Ou seja, diversas coisas podem ocasionar ruídos no sistema, as quais devem ser avaliadas por um profissional.

Tubulações degradadas

É bastante comum, os tubos de PVC sofrerem desgastes com o decorrer do tempo, devido a sua exposição à luz solar e constantes variações da temperatura, se tornando ressecados e descoloridos. Ou seja, em resultado disto, eles acabam perdendo toda a sua eficiência, resistência e durabilidade.

Fluxo intermitente de água

Sifões que estejam mal instalados, podem gerar danos no escoamento da água. A instalação do sifão em formato de “U” invertido, forma vácuo e bolhas de ar nos ramais de distribuição, impossibilitando a passagem da água.

Em casos específicos, é comum até mesmo queimar a resistência do chuveiro devido à falta de escoamento.

Conclusão

Mesmo tendo todos os devidos cuidados e atenções para prevenir um vazamento, acidentes podem ocorrer, como um cano que pode ser acometido, as conexões podem apresentar pequenas folgas, ou até mesmo uma tubulação pode ser perfurada. Quando isso acontece, é preciso retirar todo o revestimento e substituir, fazendo a sua reconstrução.

Não é o tipo de procedimento que qualquer pessoa possa fazer, portanto, é importante a contratação de um profissional especializado.

Você pode pedir indicações para família, amigos, vizinhos ou colegas de trabalho. Atualmente, existe também o tipo de solicitação de serviços por meio de um aplicativo que possui contatos de empresas dos mais variados segmentos.

Continuar lendoDicas para consertar vazamentos de água

Caça Vazamento

Atitudes inteligentes que economizam água

Reutilização – Sabe aquela água da máquina de lavar? Em vez de simplesmente jogá-la no ralo, você pode reservá-la para lavar a calçada, por exemplo.

Usar de forma consciente

  • Diminua o tempo de banho
  • Feche a torneira sempre que for escovar os dentes ou fazer a barba. Em média, uma torneira aberta ou mal fechada, gasta em torno de 12 à 20 litros de água por minuto
  • Desligue o chuveiro enquanto estiver se ensaboando. Ao fazer isso, você economiza, aproximadamente, 135 litros de água.
  • Lave o carro com um balde em vez de uma mangueira.

Como economizar água?

  • Aproveite sempre que puder a água da chuva para lavar calçadas e regar plantas
  • Não tome banhos com mais de 10 minutos
  • Feche as torneiras e só abra quando for realmente necessário. Uma torneira aberta por 5 minutos gasta até 80 litros de água.
  • Deixe sempre a louça de molho antes de lavar. Assim a sujeira sairá mais fácil e o processo de lavagem usará menos água.

Torneiras vazando podem ser gerar alto custo em conta de água

Torneiras vazamentos são sinônimos de grandes problemas, mesmo que eles possam parecer pequenos. Afinal de contas, ela pode desperdiçar cerca de 40 litros de água por dia, o que resulta em um aumento exponencial na conta no final do mês e claro, comprometem o transtorno que muitas cidades enfrentam com a escassez de água.

Segundo a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), uma torneira que apresente vazamentos no decorrer de um ano, significa um crescimento de mais de R$1.200 na conta de água.

Normalmente, as pessoas costumam pensar que uma torneira pingando, é indício de que ela foi mal fechada. Mas, nem sempre é assim.

Principais causas de vazamentos

É importante ressaltar que atualmente, no mercado existem dois tipos de torneiras: comuns e as de ¼ de volta.

Caso a torneira que você tenha em sua casa for do tipo comum, geralmente o problema se encontra na borrachinha (conhecida também como vedante, que fica no interior da torneira) e para resolvê-lo, basta trocar essa borrachinha por uma nova.

Fatos desse tipo acontecem, pois com o passar dos anos, essa peça vai sendo danificada e a torneira não consegue mais ser fechada de forma correta, sendo necessária a troca por um especialista.

OBS: Nem toda torneira volta a ter o mesmo funcionamento de antes, apenas com a troca do vedante. Esses tipos de torneiras são mais utilizadas em lavanderias e pias de cozinha, portanto, o ideal é verificar se a questão é na borrachinha ou em alguma outra parte.

As torneiras ¼ não possuem essa peça, no entanto, quando elas começam a demonstrar falhas, é necessário trocar toda a sua estrutura interna (peças como o reparo, arejador e extensor), além, é claro, do sistema que ajude a conter a água.

Geralmente, essas torneiras são utilizadas em bidês e banheiros.

Como consertar a torneira comum

Antes de tudo, feche o registro da água.

Existem duas formas de consertá-las: trocando o reparo ou simplesmente o vedante, onde na maioria das vezes, já é o suficiente.

Para ter acesso ao vedante, tire o registro da torneira. Em seguida, você precisará da ajuda de uma chave de fenda para poder retirar o parafuso.

Se por ventura, o registro esteja emperrado, basta usar um alicate. Aqui, é preciso ter bastante cuidado para não arranhá-lo, o ideal é cobri-lo com um pano.

Algumas torneiras vêm com uma tampa protetora, basta retirar para ter acesso ao reparo.

Identificada e analisada a situação do vedante, confira se ele está comprometido ou se saiu do local, apenas.

Em caso de comprometimento, é importante que a substituição da peça seja feita.

Como consertar a torneira ¼

Repita o procedimento como se a torneira fosse a comum, retire o pino protetor e o manualmente, o acabamento, enquanto o parafuso é extraído com o uso de uma chave de fenda.

Remova o reparo em sentido anti-horário.

Aqui, a torneira ¼ funciona de uma maneira diferente. Portanto, é importante verificar se o reparo possui uma borracha plástica que esteja segurando ele.

Troque por uma versão nova de cerâmica ou metal.

Em alguns casos, o problema é devido a muita sujeira que se acumula.

Se mesmo assim, o transtorno persistir, o mais relevante a se fazer em situações como essas, é contratar uma empresa especializada para resolver com segurança e eficácia.

Chame Agora mesmo uma empresa de caça vazamento qualificada em achar o ponto exato do vazamento com aparelho específico, evitando assim todo o quebra-quebra desnecessário.

Continuar lendoCaça Vazamento